domingo, 2 de junho de 2013

Jovens Adultos

 
A adolescência talvez seja a fase mais difícil das nossas vidas. Mais difícil ainda é lidar com ela na escola, onde temos que conviver com diversas pessoas com caráteres em formação. Quando tudo termina é nesta época que muita gente arruma as malas e vai para outra cidade, sem jamais olhar para trás. É nesse contexto que acompanhamos a personagem Mavis Gary em busca de redenção com o seu passado.
 
O filme mostra Mavis Gary (Charlize Theron) como uma ghostwriter, autora que escreve uma série de livros para adolescentes cuja febre já passou e foi cancelada. Divorciada, ela retorna para sua cidade natal no estado de Minnesota, nos Estados Unidos, disposta a reconquistar seu ex-namorado na época de colegial, Buddy Slade (Patrick Wilson). Acontece que ele atualmente está casado com Beth (Elizabeth Reaser) e acaba de ganhar uma filha. Mesmo assim Mavis não desiste, já que acredita que Buddy na verdade está infeliz e quer retornar para a mulher dos seus sonhos, ou seja, ela.
 
 
Embora este conceito faça muito mais sentido para a cultura estadunidense, onde ser o mais popular é também status de sucesso, o filme também pode ecoar nas mentes de quem nasceu em uma cidade pequena de qualquer lugar do mundo, se encheu daquilo e daquelas pessoas e foi morar em um lugar onde as coisas não se resumem a se casar, ter filhos e passar as noites vendo televisão. Ao sair de sua cidade natal, Mavis estava ao mesmo tempo enterrando seu passado e abrindo novos horizontes, buscando uma felicidade que ela não via ali. Mas o filme mostra que, sim, existe felicidade naquele estilo de vida – como também existe mediocridade em ficar morando em um lugar que você não gosta apenas porque tem medo de sair dali.
 
Com essa premissa, a roteirista Diablo Cody (a mesma do ótimo filme Juno) mostra mais uma vez seu talento. Com bons diálogos e situações que mesclam drama e humor negro, ela consegue junto com o diretor Jason Reitman, fazer a gente pensar nas coisas e ver naquele microcosmos uma realidade mais próxima da nossa do que imaginaríamos no começo. É fácil se identificar em algum ponto do filme. E esse talvez seja o maior trunfo da história. O resto fica por conta dos atores, e aí Charlize Theron mostra que pode ser linda e "bagaceira" com a mesma intensidade, com direito a momentos de total entrega. Ótima atuação em todo o filme.
 
 
Jovens Adultos é daqueles filmes difíceis de classificar. Você pode assistir ele e identificar apenas uma comédia com toques de drama, ou pode entender como um drama com toques de comédia, mas o fato que ele é mais do que isso. É um filme que nos faz pensar e refletir. Ele mostra que o mundo é muito maior do que aquela cidadezinha do interior. Ou aquele trabalho chato que você só atura porque acha que não há nada mais a fazer.  Mas sempre há.
 
7
7 PIPOCAS!
 
 
 
Young Adult – EUA, 2011 – 94 min.
 
Diretor: Jason Reitman
 
Roteiro: Diablo Cody
 
Elenco: Charlize Theron, Patton Oswalt, Patrick Wilson, Elizabeth Reaser
 


5 comentários:

Anônimo disse...

Não assisti a esse filme, mas pela forma que você expressou sua opinião sobre a história fiquei muito curiosa.

Thiago Sakowski disse...

Olá! Recomendo você assistir! Ele possui um roteiro muito além do que parece! Assista e me conte depois! Obrigado pelo comentário!

Anônimo disse...

Claro, eu vou assistir sim! depois eu te conto.

Anônimo disse...

Thiago eu assisti o filme, é exatamente como você disse aqui no Blog, valeu pela indicação.

Anônimo disse...

Vi o filme pelo comentário por aqi, achei filminho de sessão da tarde entediante.